Thursday, 19th October 2017
19 outubro 2017

Estudo sugere ligação entre uso exagerado das redes sociais e depressão

redessociaisO trabalho concluiu que, quanto mais tempo jovens adultos passam em sites como Facebook, YouTube e Twitter, maiores são as chances de eles desenvolverem um quadro da doença depressiva. “Como a mídia social se tornou um componente tão presente na interação humana, é importante para os clínicos que lidam com cavens adultos ter claro qual é o equilíbrio a ser alcançado, podendo incentivar o uso de forma positiva e redirecionar usos problemáticos”, diz, em nota, o orientador do estudo, Brian Primack, diretor do Pitt’s Center for Research on Media, Technology and Health.

Mais de um quarto dos participantes foram classificados como tendo “altos indicadores de depressão”. Entre o grupo que apresentava maior quantidade de acessos semanais, a probabilidade de desenvolver depressão se mostrou 2,7 vezes maior. Já entre os que passavam mais tempo diariamente, esse aumento foi de 1,7 vez.

CLIQUE AQUI E LEIA A REPORTAGEM NO SITE DO CORREIO BRAZILIENSE

 

Professor (aposentado) na Rede Pública de Ensino do Distrito Federal. Especialista em Informática na Educação (UnB), Coordenação Pedagógica (UnB). Tem realizado diversas palestras em instituições pública e particulares com uma variedade de temas: Avaliação das Aprendizagens, Uso das TICs na Escola, Inteligências Múltiplas e o processo de Ensino e Aprendizagem, Atividades Lúdicas em Sala de Aula, Legislação Educacional; Uso do Livro Didático, entre outros.